Dividendos

Foi aprovada na nova Política de Dividendos, a prática de distribuição anual em montantes aproximados a 50% do Lucro Líquido registrado desde que:

  1. A política de dividendos não comprometa o crescimento da Companhia, seja através de aquisições ou em razão do desenvolvimento de novos negócios;
  2. O Conselho considere que o pagamento de tais dividendos seja do interesse da Companhia e esteja de acordo com as leis a qual ela está sujeita.

O gráfico a seguir demonstra as distribuições de dividendos aprovadas pelo Conselho de Administração da Companhia nos últimos anos (em US$mi):

Tendo em vista a rápida disseminação do COVID-19 em todo o mundo, e seu impacto na saúde das pessoas, na maneira de viver e na logística global, e após uma avaliação criteriosa, nosso Conselho de Administração recomendou um dividendo de US$0,21 por ação emitida, totalizando aproximadamente US$15,0 milhões considerando 71.561.060 ações emitidas em 25 de março de 2020, referente aos resultados de 2019 (2018: US$0,54 por ação emitida, totalizando US$38,47 milhões). O montante remanescente de US$0,33 por ação emitida (para um total de US$0,54 por ação emitida, proposto anteriormente pelo Conselho em 12 de março de 2020, e substituído na reunião do Conselho realizada em 24 de março de 2020) permanecerá em reservas de lucros acumulados para ser pago como dividendo apenas, se e quando o Conselho o considerar prudente e no interesse da Companhia.

Ao adiar a decisão sobre o valor remanescente alocado nas reservas de lucros acumulados, a Wilson Sons busca entender melhor os efeitos globais do surto de coronavírus e qualquer impacto subsequente nos volumes de nossos clientes, antes de concluir a distribuição referente aos resultados de 2019. Ao fazê-lo, nos esforçamos para fortalecer nossa liquidez financeira de curto prazo durante o pico da pandemia, mitigar riscos e maximizar nossas contribuições para as cadeias de suprimentos brasileiras e mundiais neste período desafiador para toda a humanidade.